February 5, 2018

Please reload

Posts Recentes

Aprendi a aceitar as coisas como elas são

January 10, 2018

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

Os 7 passos fáceis, rápidos e infalíveis para aumentar a motivação de sua equipe

March 27, 2017

Rá!

 

Se você acessou esse post esperando encontrar uma fórmula mágica para turbinar a motivação das pessoas que trabalham com você, sinto informar que os parágrafos abaixo não possuem o mapa para o Santo Graal da energia e persistência daqueles que estão a sua volta.

 

O título foi pensado justamente por não acreditarmos em modelos e estratégias simplistas para lidar com um assunto tão denso e complexo. Palestras motivacionais, em nossa opinião, servem, no máximo, como injeções de ânimo, que logo perdem o efeito. Desenvolver a motivação exige um trabalho processual, com investigação, acompanhamento e manejo adequado.

 

Mas se acalme, nem tudo está acabado, esse post poderá ser útil, não para dar respostas, mas para despertar reflexões importantes e significativas.

Para ajudar nessa investigação vamos nos basear na Teoria da Autodeterminação, pois esta, além de estar se comprovando muito eficiente para entender a motivação nos mais diversos contextos, é resultado de um trabalho árduo de Deci e Ryan em unir outras diversas teorias sob um único "guarda-chuva". Ou seja, provavelmente muito do que você já sabe sobre esse tema está contemplado aqui. Você não precisará jogar seus livros fora.

 

A primeira coisa que me parece importante ao falar de motivação é que existem dois tipos básicos de motivação: a extrínseca - cuja energia vem de fora (ambiente, ameaças e premiações); e a intrínseca: que tem origem na própria pessoa. Na prática, essa separação não é dicotômica e sim gradual. Se você é um líder de alguma equipe, treinador ou educador do século XXI acredite, você está em busca da segunda forma. Digo isso porque embora você possa "motivar" as pessoas a sua volta com uma recompensa em dinheiro ou com o medo de uma punição, a qualidade com a qual as coisas serão feitas é muito diferente.

 

Um indivíduo motivado intrinsecamente é muito mais criativo e resiliente do que alguém motivado por fatores externos. 

 

Esse tipo de motivação é facilmente observada em bebês e crianças quando estão brincando ou explorando o mundo ao seu redor. Além disso, é fundamental para a criatividade e melhor desempenho em áreas como educação, artes e esportes, por exemplo.

 

Bom, mas então você deve estar se perguntando: como eu posso despertar no outro essa vontade interna para fazer algo?

 

A resposta está nas Necessidades Psicológicas Básicas. Elas são, como o próprio nome explica, necessidades que todos temos e que quando atendidas, interferem diretamente na nossa energia para realizar algo. 

 

E que necessidades são essas? 

 

Necessidade de Autonomia - Sim, isso mesmo. Quanto mais você puder permitir que as pessoas a sua volta escolham quando e como fazer algo maior serão as chances dela encontrar as suas motivações. Ao invés de determinar, que tal perguntar como ela prefere fazer ou quando ela poderá te entregar o que você precisa?

 

Necessidade de Competência - Quanto mais uma pessoa se percebe competente em alguma coisa, maiores as chances dela ter vontade de fazer essa coisa. Note que eu falei "se perceber competente". É a pessoa que precisa se sentir boa ou hábil para a tarefa. Nesse sentido, se você lida com pessoas, o melhor que você pode fazer para ajudar nesse sentido é, primeiro, observar se você é muito crítico. Segundo, caso você tenha alguém em sua equipe que se sinta incompetente, é se colocar à disposição dessa pessoa para ensiná-la com toda calma e disposição. Competência é algo que se adquire com treino. 

 

Necessidade de Pertencimento - Perceber que se faz parte de algo maior é essencial para qualquer pessoa. O Ser Humano é um ser social, ele precisa da interação com outras seres humanos. Pessoas que possuem vínculos mais enfraquecidos nos seus grupos de convívio possuem maior probabilidade de adoecer física e mentalmente. Por isso é tão importante investir ou incentivar momentos onde as pessoas possam interagir e se conhecer para além da tarefa ou dos papéis profissionais. 

 

Considerando o que você leu até aqui, fica claro porque não acreditamos em palestras motivacionais? Como uma pessoa, em tão pouco tempo, poderá atender verdadeiramente essas necessidades tão profundas? Motivação é um continuum que deve ser alimentando cotidianamente, de preferência pelas pessoas com as quais convivemos diariamente. 

 

Que tipo de cultura organizacional predomina na sua equipe de trabalho? Ela favorece a sensação de competência, autonomia e pertencimento? 

 

Se há o desejo de investir na motivação de sua equipe, invista em trabalhos que farão uma profunda investigação e acompanhamento sério e competente, que poderão propor ações adequadas à realidade da sua equipe. O resultado certamente será mais profícuo, eficiente e sustentável do que uma pequena injeção de ânimo.

Ed Deci is a professor of psychology at University of Rochester and Co-Founder of Self-Determination Theory Ed will describe two common forms of motivation; autonomous and controlled. He discusses the different results of each form and the implications for aspects of our lives; especially work and relationships.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Facebook Icon